ALEGORIA BOLSONARO

Carnaval: uma expressão cultural?

“…Tamoios, Caetés e TabajarasÉ Banto, é Congo, é de AngolaSomos da tribo quilombolaTupiniquins, Tupinambás e PotiguarasTamoios, Caetés e TabajarasÉ Banto, é Congo, é de AngolaSomos da tribo quilombola Que segue aguerridaMas sempre esquecidaPor quem tem poderMontando em cabrestosMatando direitos de quem quer viverO homem de terno pregando mentiraDesperta a ira em nome da fé…” ( … Continuar lendo

Arte Barroca: Uma arte a serviço da Igreja

A arte Barroca surgiu em meados do século XVII, na Itália. A igreja católica adotou o formato artístico em suas construções e propagou a nova onda cultural por vários países do continente europeu.         O mundo passava por diversas descobertas e reformas sociais e políticas. A religião católica estava perdendo muitos membros para os seguidores da ideologia de Martin Lutero, com o protestantismo. Estabelecia-se, então, a Monarquia: o país era comandado por um rei ou imperador.

As obras do movimento Barroco apresentam características fortes e vivas, o que mexe com o emocional do ser humano. Ao se deparar com as construções e/ou pinturas da arte barroca, é possível observar os detalhes e a proximidade que elas têm com os seres humanos. O sentimento nas obras, a beleza, eram características bem fortes.

A história e atributos de santos e mártires católicos se viam representados com bastante frequência na pintura, nas esculturas e construções do período. Os elementos eram dispostos de uma maneira pouco assimétrica, assumindo na maioria das vezes uma organização diagonal. Paralelamente, podemos também destacar um tipo de realismo que tentava captar situações cotidianas vividas por pessoas simples, propondo um contraste à reprodução das autoridades monárquicas que se firmavam na época.
Na pintura barroca podemos destacar algumas importantes obras como:

Cristo em casa de Marta e Maria, Tintoretto

“Cristo em Casa de Marta e Maria” (1578), do pintor italiano Tintoretto;

Deposição de Cristo Caravaggio

“Deposição de Cristo” (1602), de Michelangelo Merisi da Caravaggio;

Espólio, El Greco

“Espólio” (1579), do pintor espanhol El Greco;

A lição de Anatômia do Dr. Tulp, Rembandt

“A Lição de Anatomia do Doutor Tulp” (1632), do artista holandês Rembrandt Harmenszoon van Rijn;

A moça com brinco de perólas, Vermeer

“Moça com brinco de pérola” (1665), do pintor Johannes Vermeer.

Escultura Barroca

A escultura barroca é marcada por um intenso dramatismo, pela exuberância das formas, pelas expressões teatrais e pelo movimento.
Na Itália, destacou-se o trabalho de Gian Lourenzo Bernini.
No Brasil, Antônio Francisco de Lisboa (Aleijadinho).

O êxtase  de Santa Teresa, por Bernini

detalhes de caminho para o calvário, por Aleijadinho.

O Barroco chegou ao continente americano, juntamente com os colonizadores europeus. Muitas das construções dos países da América são da arte barroca. O Brasil, por exemplo, possui algumas cidades onde ainda existem essas edificações, como é o caso de Ouro Preto, em Minas Gerais. No estado da Bahia, nas cidades de Penedo, Marechal Deodoro, ambas no estado de Alagoas, encontram-se enormes igrejas, dos séculos passados e a influência da arte barroca se faz presente.

A arte barroca marcou a história no campo da música. A partir desse movimento, surgiram os grandes mestres da música erudita, além do nascimento dos gêneros como a ópera, a suíte e os concertos. Também os movimentos do Barroco e do Rococó marcaram grande parte da Europa e revelou um dos maiores artistas da cultura brasileira, Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.

Atividade:

  1. Considere as seguintes afirmações sobre o Barroco:

I. A arte barroca surgiu diretamente ligada a igreja católica.

II. Um dos contextos para o surgimento desse movimento artístico cultural foi fato de que a igreja evangélica estava perdendo muitos membros para os seguidores da ideologia de Martin Lutero.

III. As obras do movimento Barroco apresentam características fortes e vivas, o que mexe com o emocional do ser humano.

Quais estão corretas:

a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e III.
e) I, II e III.

2. Escolha a alternativa que completa de forma correta a frase abaixo:

Ao se deparar com as construções e/ou pinturas da                                     ____ é possível observar os detalhes e a proximidade que elas têm com os seres humanos. O                                                 nas obras, a                                      eram características bem fortes.

a) Igreja; imaginário; grandiosidade, 
b) Escultura; detalhe; a perfeição.
c) Arte barroca; sentimento; beleza.
d) Arte barroca; desenho; escultura.
e) Tela; sentimento; beleza.

3. Sobre a escultura barroca, marque como verdadeiro (V) ou falso (F), as respectivas afirmações:

(   ) Inexistência de dramaticidade.

(   ) Apresenta formas exuberantes, expressões teatrais.

(    ) Gian Lourenzo Bernini e Antônio Francisco de Lisboa, são uns dos escultores de destaque na arte barroca.

a. V, V, V.

b.  V, F, V.               

c.  V, F, F. 

d.  F, V, V.

e. F, F, F.

  1. Sobre a música no período barroca é correto dizer que:

a. Proporcionou o surgimento do funk e brega-funk.

b. Popularizou a música sertaneja e do forró universitário.

c. O samba é o maior representante do estilo musical do barroco brasileiro.

d. Nasceram estilos como o rock e o axé.

e. Nasceram os gêneros musicais ópera, suíte e concertos.

Leia o poema barroco, A Jesus Cristo Nosso Senhor, de Gregório de Matos Guerra, para responde a questão de número 5

Pequei, Senhor; mas não porque hei pecado,
Da vossa alta clemência me despido;
Antes, quanto mais tenho delinquido,
Vos tenho a perdoar mais empenhado.

Se basta a vos irar tanto pecado,
A abrandar-vos sobeja um só gemido:
Que a mesma culpa, que vos há ofendido,
Vos tem para o perdão lisonjeado.

Se uma ovelha perdida já cobrada,
Glória tal e prazer tão repentino
Vos deu, como afirmais na Sacra História:

Eu sou, Senhor, a ovelha desgarrada,
Cobrai-a; e não queirais, Pastor Divino,
Perder na vossa ovelha a vossa glória.

5. Considerando as característica da arte barroca, elabore um desenho que se relacione ao poema.

Referências:

http://arte-barroca.info/

http://www.brasilescola.com/historiag/barroco.htm

https://www.google.com.br/search?q=cristo+em+casa+de+marta+e+maria&biw=1024&bih=643&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=HlXlVN2HH46jyATo6oHwBA&ved=0CAYQ_AUoAQ#tbm=isch&q=A+mo%C3%A7a+com+brinco+de+per%C3%B3las%2CVermeer

http://barrocoemgeral.blogspot.com.br/2008/09/escultores-barrocos.html

 

 

 

 

Arte e Manifestações Culturais

Todos nós sabemos que a arte estar presente em nossas vidas desde sempre. Registros da sua existência vem da pré-história aos dias atuais. O instigante ao estudar o universo da arte, é perceber como ela vai espelhando o processo de desenvolvimento da sociedade por meio das diferentes linguagens artísticas: Pinturas, esculturas, dança, teatro, música, entre outras formas de expressão.

Assim, considerando que arte é parte essencial da vida humana e que na maioria das vezes expressam os coletivos sociais, vamos abordar neste texto, a presença da arte nas diferentes manifestações culturais, especificamente, sobre o Maracatu.

Vale lembrar que manifestações da cultura popular, são aquelas em que é produzida e praticada de forma ativa, pelo próprio povo. Como exemplo, temos o carnaval, danças e festas folclóricas, literatura de cordel, provérbios, samba, frevo, capoeira, artesanato, cantigas de roda, contos e fábulas, lendas urbanas, superstições, etc. 

No Brasil, os povos que deram origem às nossas manifestações populares foram os indígenas, europeus, africanos, além de outros povos imigrantes. Uma dessas manifestações que vamos abordar é o Maracatu.

Maracatu (2009), de Rodrigues

Mas, o que é o Maracatu?

O maracatu é uma manifestação do folclore brasileiro que envolve dança e música. De origem afro-brasileira, ele surgiu no estado de Pernambuco no século XVIII, no qual a sua expressão mais antiga é datada de 1711.

Suas origens são incertas, mas relacionam-se com o candomblé e com a coroação dos reis do Congo.

O rei do Congo foi uma figura que surgiu para administrar os povos negros trazidos para o Brasil a fim de serem escravizados. Dessa forma, os colonizadores portugueses incentivavam as homenagens prestadas e utilizavam a coroação como técnica de dominação.

Com o seu fim, surge o cortejo, que representa uma corte simbólica e que passa a fazer parte do carnaval de Recife; o mesmo aconteceu com o frevo.

Atividade:

Vamos descobrir um pouco mais sobre o maracatu?

Para isso, responda as questões abaixo, tendo como base o vídeo “Maracatu Nação”, e outras fontes de pesquisa.

  1. Quais são as origens do maracatu?
  2. É correto dizer que o maracatu apresenta características religiosas? Justifique.
  3. Quais foram os povos que contribuíram para o surgimento do maracatu?
  4. Por que o maracatu é considerado uma manifestação da cultura popular?
  5. Quais são os tipos de manifestações artísticas que fazem parte do maracatu?
  6. Defina quais são os tipos de maracatu?
  7. Quem são os personagens que fazem parte do maracatu?
  8. Cite os instrumentos musicais que fazem parte do maractu.
  9. Assim, como o artista Rodrigues, elaborou uma pintura representando a visão dele sobre o maracatu. Elabora uma pintura representando a sua visão sobre o maracatu.

Referência:

https://www.todamateria.com.br/maracatu/

https://www.artmajeur.com/pt/rodrigueslessa/artworks/4094335/maracatu

Arte Barroca: Uma arte a serviço da Igreja

A arte barroca surgiu em meados do século XVII, na Itália. A igreja católica adotou o formato artístico em suas construções e propagou a nova onda cultural por vários países do continente europeu.         O mundo passava por diversas descobertas e reformas sociais e políticas. A religião católica estava perdendo muitos membros para os seguidores da ideologia de Martin Lutero, com o protestantismo. Estabelecia-se, então, a Monarquia: o país era comandado por um rei ou imperador.

As obras do movimento Barroco apresentam características fortes e vivas, o que mexe com o emocional do ser humano. Ao se deparar com as construções e/ou pinturas da arte barroca, é possível observar os detalhes e a proximidade que elas têm com os seres humanos. O sentimento nas obras, a beleza, eram características bem fortes.

A história e atributos de santos e mártires católicos se viam representados com bastante frequência na pintura, nas esculturas e construções do período. Os elementos eram dispostos de uma maneira pouco assimétrica, assumindo na maioria das vezes uma organização diagonal. Paralelamente, podemos também destacar um tipo de realismo que tentava captar situações cotidianas vividas por pessoas simples, propondo um contraste à reprodução das autoridades monárquicas que se firmavam na época.
Na pintura barroca podemos destacar algumas importantes obras como:

“Cristo em Casa de Marta e Maria” (1578), do pintor italiano Tintoretto;

“Deposição de Cristo” (1602), de Michelangelo Merisi da Caravaggio;

“Espólio” (1579), do pintor espanhol El Greco;

“A Lição de Anatomia do Doutor Tulp” (1632), do artista holandês Rembrandt Harmenszoon van Rijn;

“Moça com brinco de pérola” (1665), do pintor Johannes Vermeer.

O Barroco chegou ao continente americano, juntamente com os colonizadores europeus. Muitas das construções dos países da América são da arte barroca. O Brasil, por exemplo, possui algumas cidades onde ainda existem essas edificações, como é o caso de Ouro Preto, em Minas Gerais. No estado da Bahia, encontram-se enormes igrejas, dos séculos passados e a influência da arte barroca se faz presente.

A arte barroca marcou a história no campo da música. A partir desse movimento, surgiram os grandes mestres da música erudita, além do nascimento dos gêneros como a ópera, a suíte e os concertos. Também os movimentos do Barroco e do Rococó marcaram grande parte da Europa e revelou um dos maiores artistas da cultura brasileira, Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.

http://arte-barroca.info/

http://www.brasilescola.com/historiag/barroco.htm

https://www.google.com.br/search?q=cristo+em+casa+de+marta+e+maria&biw=1024&bih=643&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=HlXlVN2HH46jyATo6oHwBA&ved=0CAYQ_AUoAQ#tbm=isch&q=A+mo%C3%A7a+com+brinco+de+per%C3%B3las%2CVermeer

Interação: Arte, cultura e movimento

Que tal pensarmos sobre como a arte, a cultura e os espaços públicos vivem em constante interação?

Pois é, essa é uma temática que merece nossa reflexão, principalmente se pensarmos que arte sempre fez parte da vida humana, e que as primeiras obras artísticas que temos conhecimento foram feitas nesses espaços públicos, foram feitas nessa interação direta entre o ser humano e a natureza, o ser humano e o meio ambiente, o meio em que eles abitavam, e nesse caso, estamos nos referindo as pinturas rupestres feitas a milhares de anos atrás.

Bisonte. Pintura rupestre encontrada numa das grutas de Altamira, na Espanha.

Desde as pinturas rupestre até a atualidade, essa interação tem sido cada vez mais constantes e com diferentes motivos: Seja para enaltecer o valor dos espaços públicos, seja para protestar sobre algum aspecto social, seja para homenagear alguma personalidade pública. Entre outras possibilidades.

Escultura em Recife (PE) em homenagem ao pernambucano Chico Science, músico compositor e criador do moviemento manguebeat
Escultura na Rua de Aurora, no Recife (PE)

Na escultura feita em homenagem a Chico Science e na escultura de caranguejo, também localizada em Recife. Temos um exemplo claro dessa interação entre a arte, cultura e o meio. O próprio Chico Science, foi um artista que buscou trabalhar com as temática urbanas, críticas, sociais e o meio ambiente em seus trabalhos, ao criar com outros artistas, o movimento manguebeat, em 1991. Sendo que a palavra “mangue”, em referência a um ecossistema rico em vidas como plantas, animais, insetos e que muitos trabalhadores tiram seu sustento. “Beat”, que traduzido do inglês, apresenta entre os seus significados, ritmo, vibração, pulsação, batuque. cujo a ideia desse movimento, era fazer a fusão entre elementos regionais como o maracatu, com elementos internacionais, como o pop e até o hip-hop.

Atividade: Vamos praticar!

Veja o vídeo da música “Etnia”, de Chico Science e acompanhado a letra da música, tente responder as questões solicitadas.

Etnia, ( Chico Science, Nação Zumbi)

Etnia, ( Chico Science, Nação Zumbi)

Somos todos juntos uma miscigenação e não podemos fugir da nossa etnia
Todos juntos uma miscigenação e não podemos fugir da nossa etnia.

Índios, brancos, negros e mestiços
Nada de errado em seus princípios
O seu e o meu são iguais
Corre nas veias sem parar

Costumes, é folclore, é tradição
Capoeira que rasga o chão
Samba que sai de uma favela acabada
É hip-hop na minha embolada

É o povo na arte, é arte no povo
E não o povo na arte de quem faz arte com o povo
É o povo na arte, é arte no povo
E não o povo na arte, de quem faz arte com o povo

Por detrás de algo que se esconde
Há sempre uma grande mina de conhecimentos e sentimentos
Eu disse, por detrás de algo que se esconde
Há sempre uma grande mina de conhecimentos e sentimentos, e sentimentos

Não há mistérios em descobrir
O que você tem e o que gosta
Não há mistérios em descobrir
O que você é e o que você faz

Não há mistérios em descobrir
O que você tem e o que gosta
Não há mistérios em descobrir
O que você é e o que você faz
E o que você faz
E o que você faz
E o que você faz

Maracatu psicodélico
Capoeira da pesada
Bumba meu rádio
Berimbau elétrico

Frevo, samba, cores
Cores unidas e alegria
Nada de errado em nossa etnia!

  1. Você acha que por meio da arte podemos expressar a nossa forma de pensar e enxergar o mundo? Justifique.
  2. Se a arte é do povo, quem é o povo?
  3. O título da música é Etnia , qual é o significado dessa palavra?
  4. O que o artista quis dizer com a expressão da primeira estrofe da música:
    • “Índios, brancos, negros e mestiços
    • Nada de errado em seus princípios
    • O seu e o meu são iguais
    • Corre nas veias sem parar”
  5. Quais são os outros tipos de arte que Chico Science menciona na música Etnia?
  6. Pesquise e comente, alguma música que aborde características culturais do povo brasileiro.

Referência:

Por toda parte: 6° ano: ensino fundamental: anos finais. 2°Ed. São Paulo: FTD, 2018.

Romantismo na Arte

OS Fuzilamentos de 3 de Maio de 1808 (1814-1815), de Goya

Na nossa aula/atividade de hoje, daremos continuidade ao que trabalhamos na aula passada, cujo tem foi O Romantismo na Arte.

Logo, vamos rever os tópicos que foram abordados naquela aula, para responder a atividade  proposta.

O que foi o Romantismo?

O Romantismo foi um movimento artístico que surgiu no fim do século 18 e se estendeu pelo século 19. Em um contexto histórico social de fortes mudanças políticas e culturais na Europa, entre eles: A Revolução Francesa e a Revolução Industrial.

Esse movimento apresentou influencia na pintura, na literatura, na música e na arquitetura. Chegando no Brasil ao final do século 18.

Os artistas do romantismo buscaram apresentar uma visão subjetiva e emotiva do mundo. Valorizando os sentimentos e a imaginação como princípios da criação artística, além do sentimento do presente e do nacionalismo, bem como a valorização da natureza em seus trabalhos.

Entre os artistas da pintura romântica, destacam-se: Goya, Delacroix, Turner e Constable.

OS Fuzilamentos de 3 de Maio de 1808 (1814-1815), de Goya

Os fuzilamentos do 3 de Maio de 1808

O pintor espanhol Francisco de Goya (1746-1828) elaborou, em 1814, um de seus trabalhos mais conhecidos, a tela “Os Fuzilamentos de 3 de Maio de 1808″. A imagem é uma representação de um episódio ocorrido entre o dia 2 e a madrugada de 3 de maio, quando tropas napoleônicas que ocupavam a Espanha executaram espanhóis que haviam se rebelado contra essa invasão. A violência do massacre aparece com intensidade na pintura, o que a tornou um símbolo da luta do povo espanhol por liberdade e contra os  invasores estrangeiros.

A liberdade Guiando o Povo (1830), de Delacroix

A Liberdade Guiando o Povo  é uma pintura de Eugène Delacroix em comemoração à Revolução de Julho de 1830, com a queda de Carlos X. Uma mulher representando a Liberdade, guia o povo por cima dos corpos dos derrotados, levando a bandeira tricolor da Revolução Francesa em uma mão e brandindo um mosquete com baioneta na outra. A pintura é talvez a obra mais conhecida de Delacroix.

O Grande Canal, Veneza ( 1835 ), de Turner

A pintura paisagística ganhou nova força no período romântico, caracterizando-se pelo seu realismo e pela recriação contínua de cores modificadas pela luz solar. Os paisagistas românticos se anteciparam décadas aos impressionistas franceses.Joseph William Turner representou os grandes movimentos da natureza, procurando, através de estudos da luz refletida pela natureza, reproduzir a “atmosfera” da paisagem, como em O Grande Canal (1835), em que tons como o amarelo e o laranja são mantidos puros, não neutralizados pelo branco. efeito geral é uma paisagem com tal brilho que suas telas desse período são chamadas de “visões douradas”. Mas foi justamente Turner quem primeiro registrou a presença da máquina na paisagem. Em “Chuva, Vapor e Velocidade” (1844) ele substitui os detalhes pelas formas essenciais de uma locomotiva e dos trilhos.Existe uma preocupação com as cores brilhantes no centro da tela. Parece que o artista toma consciência de que a máquina invadiu o espaço natural e passa a fazer parte do universo da pintura.

Atividade

  1. Quais características definem o Romantismo na arte?
  2. É correto dizer que o romantismo não valorizava a natureza, pois seus artistas acreditavam na tristeza e consideravam a natureza alegre? Justifique.
  3. Quais reflexões podem ser feitas em torno da obra os fuzilamentos do 3 de Maio de 1808, de Goya?
  4. Analisando a obra de Delacroix, A liberdade Guiando o Povo (1830). Quais aspectos do Romantismo se destacam nessa obra?
  5. Marque a alternativa correta:
    • A (    ) Cenas históricas não aparecem no Romantismo.
    • B  (    ) Cenas históricas aparecem no Romantismo.
    • C  (    ) Os Artistas Românticos não tinham nenhuma regra.
    • D  (    ) As Regras foram bem aceitas.

REFERÊNCIAS:

PROENÇA, Graça. Descobrindo a História da Arte. 18 Ed. São Paulo: Ática, 2018.

https://educacao.uol.com.br/disciplin…

https:// pt.wikipedia.org/wiki/Revoluç…https://www.historiadasartes.com/sala…

Mistura Cultural

Holi (2011), da série Multidões, de Guilherme Kramer

Na nossa aula/atividade de hoje, daremos continuidade ao que trabalhamos na aula passada, cujo tem foi Mistura Cultural.

            Assim, vamos rever os tópicos que foram abordados naquela aula, para responder a atividade  proposta.

Mas o que é Cultura?

O termo cultura apresenta diferentes definições. Assim, pode está ligada ao conjunto de valores, costumes e atividades das pessoas. E de forma geral, é toda manifestação e produção de um povo.

Também é preciso lembra que quando estamos diante de algo que apresenta importância histórica e cultural para um país ou uma pequena comunidade, como a arquitetura, festas, danças, música, manifestações populares, artes, culinária, entre outros. Estamos frente a um patrimônio cultural. Os patrimônios culturais oficiais de uma região são escolhidos pelo Estado

Esses patrimônios culturais são classificados em:

• Patrimônio Cultural Material: Pinturas, Desenhos, partituras musicais, prédio, cidades, entre outros.

•Patrimônio imateriais: tradições e métodos de criação que uma pessoa, um grupo ou uma comunidade transmite de geração em geração, como objetos de barro, danças, músicas, entre outros tipos.

A arte, por sua vez, está dentre as atividades exercidas em um meio cultural.

Podemos considerar a cidade de Salvador como um exemplo de patrimônio histórico cultural material da humanidade, devido a sua importância histórica, aos seus monumentos artísticos e culturais que datam desde o século XVII.

Já como um exemplo de patrimônio histórico cultural imaterial, podemos citar o Frevo. Considerado uma forma de expressão musical, coreográfica e poética, enraizada no Recife e em Olinda, no estado de Pernambuco. Trata-se de um gênero musical urbano que surgiu no final do século 19, no carnaval, em um momento de transição e efervescência social como uma forma de expressão popular nessas cidades. O frevo tem três modalidades: frevo de rua, frevo de bloco e frevo-canção.

ATIVIDADE

Analise a imagem Holi (2011), do artista Guilherme Kramer, para responder as seguintes questões:

  1. As pessoas representadas nessa obra são reais ou fruto da imaginação do artista?
  2. As pessoas representadas são todas iguais?
  3. As expressões indicam que essas pessoas estão tristes ou alegres?
  4. Para onde estão olhando?
  5. O que você acha que o artista quis representar com essa obra?
  6. Como podemos definir o termo cultura?
  7. O que é um patrimônio cultural
  8. Como são classificados os patrimônios culturais?
  9. Quais características definem um patrimônio cultural material?
  10. O que é um patrimônio cultural imaterial?

REFERÊNCIA

Por toda parte: 6° ano: ensino fundamental: anos finais. 2°Ed. São Paulo: FTD, 2018.

http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/813

https://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/patrimonio-historico-cultural.htm

https://www.brasil247.com/geral/o-dia-em-que-o-frevo-virou-patrimonio-imaterial-da-humanidade

Movimentos Modernistas: Cubismo

•Historicamente o Cubismo originou-se na obra de Cézanne – para ele a pintura deveria tratar as formas da natureza como se fossem cones, esferas e cilindros;

•Por sua vez, os cubistas Passaram a representar os objetos com todas as suas partes num mesmo plano.

• Teve como fundadores os artistas  Pablo Picasso e Georges Braque.

•Com a obra Les Demoiselles d’Auignon , Picasso começa a elaborar a estética cubista;

Gucernica ( 1937), de Picasso

•Em 1937, Picasso pinta o seu mais famoso mural em que representa, com veemente indignação, o bombardeio da cidade espanhola de Guernica, responsável pela morte de grande parte da população civil formada por crianças, mulheres e trabalhadores
• Como características cubista ela apresenta:

  • a destruição da harmonia clássica das figuras e na decomposição da realidade.
  • O abandono da busca da ilusão da perspectiva ou das três dimensões dos seres, tão perseguidos pelos pintores renascentistas.

Cubismo Analítico

• Foi desenvolvido por Picasso e Braque, aproximadamente entre 1908 e 1911.

• Destaca-se o uso de poucas cores – preto, cinza e alguns tons de marrom e ocre-, já que o mais importante para eles era definir um tema e apresentá-lo de todos os lados simultaneamente;

•A fragmentação da figura representada.

Cubismo sintético

Mulher com Violão (1908), de Braque

• Foi uma reação à excessiva fragmentação dos objetos;

•Manteve o modo característico de o Cubismo apresentar simultaneamente as várias dimensões de um objeto.

•O Cubismo sintético foi chamado também de Colagem –  introduziu letras, palavras, números, pedaços de madeira, vidro, metal e até objetos inteiros nas pinturas.

•Intenção do artista de criar novos efeitos plásticos e de ultrapassar os limites das sensações visuais que a pintura sugere, despertando também no observador as sensações táteis

(Enem/2011)

pintor espanhol Pablo Picasso (1881–1973), um dos mais valorizados no mundo artístico, tanto em termos financeiros quanto históricos, criou a obra Guernica em protesto ao ataque aéreo à pequena cidade basca de mesmo nome. A obra, feita para integrar o Salão Internacional de Artes Plásticas de Paris, percorreu toda a Europa, chegando aos EUA e instalando-se no MoMA, de onde sairia apenas em 1981. Essa obra cubista apresenta elementos plásticos identificados pelo:

a) Painel ideográfico, monocromático, que enfoca várias dimensões de um evento, renunciando à realidade, colocando-se em plano frontal ao espectador.

b) Horror da guerra de forma fotográfica, com o uso da perspectiva clássica, envolvendo o espectador nesse exemplo brutal de crueldade do ser humano.

c) Uso das formas geométricas no mesmo plano, sem emoção e expressão, despreocupado com o volume, a perspectiva e a sensação escultórica.

d) Esfacelamento dos objetos abordados na mesma narrativa, minimizando a dor humana a serviço da objetividade, observada pelo uso do claro-escuro.

e) Uso de vários ícones que representam personagens fragmentados bidimensionalmente, de forma fotográfica livre de sentimentalismo

Resposta letra (A).

Atividade

 1. Seguindo a ideia da fragmentação dos elementos em uma obra de arte, elabore um desenho que apresente essa característica do movimento cubista.

   OBS: Escolha um objeto ou qualquer outra coisa e busca explorar de quantas formas, de quantos ângulos você consegue representá-lo.

Referências

 PROENÇA, Graça. Descobrindo a História da Arte. 16°Edição. São Paulo: Ática.  

MEIRA, Beá. PRESTO, Rafael. SOTER, Silva. Percurso da Arte. 1°Ed. São Paulo: Scipicione, 20016.

 https://www.youtube.com/watch?v=qHf10HGny60

Coronavírus: Castigo Divino ou Imprudência Humana?

Várias hipóteses, vários questionamentos tem surgido em torno desse fenômeno chamado Coronavírus, um deles, o título desse texto, visto que a visão desenvolvida aqui, parte mais para o lado humano social. Porém, se partisse para uma visão capitalista, poderia questionar: Será o coronavírus um golpe dos comunismo contra o neoliberalismo, o neocapitalismo crescente?

Como mencionei, várias hipóteses podem e estão sendo levantadas sobre essa pandemia, e acredito que vários roteiros cinematográficos irão “invadir” as telas dos cinemas após o fim desse colapso social que estamos vivendo.

Mas, em se tratando da reflexão sobre o COVID-19 ser um castigo divino ou imprudência humana. Primeira coisa que é válido lembrar é que, esse vírus não é novo, e conforme informação retirada no site do ministério da saúde, “os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937”. Segundo ponto relevante, é que essa não é a primeira vez que o mundo sofre com uma pandemia, haja vista a “Peste Negra”, que também devastou, acabou com milhares de vidas. Então, por essas e tantas outras referências e também, por não ser ateu, não creio que essa pandemia tenha a ver com religião, muito menos com castigo divino como tem sido amplamente apregoado por algumas pessoas.

Aliás, essa ideia de estar sempre colocando Deus como o opressor do ser humano, da sociedade, tem servido sim, para manipular as pessoas na direção dos caprichos, daqueles que detém o poder e usam dessa crença religiosa para esconder, dissimular suas falhas, seu caráter. O fato histórico conhecido como Idade Média demonstrou bem isso. A arte Barroca, em vários momentos e locais em que se desenvolveu expressou essa ideia.

Então, a questão mais uma vez, estar na falta de uma educação voltada para a formação crítica e reflexiva, para a sociedade saber distinguir questões religiosas, humanas, científicas, políticas, entre outras questões, de uma mera manipulação. E aqui destaco, não por acaso, assistimos constantes perseguições as áreas de conhecimentos que proporcionam ao sujeito tal formação, eis as artes, a filosofia, sociologia, história e outras.

Logo, creio na imprudência humana como uma das geradoras dessa catástrofe que estamos vivendo, desde aquela feira chinesa localizada em Wuhan, onde as pessoas consomem diferentes espécies de animais e insetos, como também ao fato das pessoas não entenderem, ou quererem aceitar que ela é responsável pela vida do outro. E a reflexão, talvez maior disso tudo, é como os gestores públicos não “cuidam” dos cidadãos como realmente deveriam, pois o grande caos gerado em decorrência desse vírus, é a falta de equipamentos para tratar dos problemas de saúde que o mesmo gera. Então, imaginemos milhares de pessoas morrendo pela falta de consideração das pessoas uma com as outras e, principalmente, por descuido dos gestores, por não darem a atenção necessária aos setores da saúde…

Referência:

https://www.culturagenial.com/homem-vitruviano-leonardo-da-vinci/

https://coronavirus.saude.gov.br/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Peste_negra

https://www.historiadomundo.com.br/idade-media

Maria, Maria

Maria, Maria É um dom, uma certa magia. Uma força que nos alerta. Uma mulher que merece viver e amar como outra qualquer do planeta. Maria, Maria é o som, é a cor, é o suor é a dose mais forte e lenta de uma gente que ri quando deve chorar e não vive, apenas aguenta. Mas é preciso ter força, é preciso ter raça, é preciso ter gana sempre. Quem traz no corpo a marca Maria, Maria mistura a dor e a alegria. Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça é preciso ter sonho sempre. Quem traz na pele essa marca, possui a estranha mania de ter fé na vida. Mas é preciso ter força, é preciso ter raça, é preciso ter gana sempre. Quem traz no corpo a marca Maria, Maria mistura a dor e a alegria. Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça, é preciso ter sonho sempre. Quem traz na pele essa marca, possui a estranha mania de ter fé na vida…

(Fernando Brant / Milton Nascimento)

Patrimônio histórico e cultural: Sua relação com a arte

Se por um lado, considerarmos que a arte apresenta diferente definições, entre elas, que a arte é uma forma de expressão de pensamentos, sentimentos e ideias, uma forma de comunicação. por outro lado, considerando que patrimônio histórico e cultural estar relacionado ao que foi produzido material ou imaterialmente pela cultura de determinada sociedade que, devido à sua importância cultural e científica em geral, deve ser preservado por representar a riqueza cultural para a comunidade e para humanidade.

Logo, percebemos essa relação, visto que por meio de determinada expressão artística, seja ela individual ou coletiva, material ou imaterial. Conseguimos meios de mapear, entender como determinado povo se expressavam, se comunicavam e desenvolviam suas relações sociais, por exemplos: as pinturas rupestres deixadas por nossos ancestrais; os monumentos egípcios, gregos, romanos; algumas danças populares como o frevo, que transmite a força da cultura pernambucana através de suas manifestações populares de dança, dentre outros exemplos de patrimônio histórico e cultural, espalhados mundo a fora.

Atividade:

Vamos conhecer um pouco mais sobre patrimônio cultural?

Para isso, responda as questões abaixo, tendo como base o vídeo a seguir e outras fontes de pesquisa.

  1. Quais relações podem ser feitas entre a arte e o patrimônio cultural?
  2. O que pode ser considerado como patrimônio cultural?
  3. Como os patrimônios culturais são classificados?
  4. Qual é a diferença entre patrimônio cultural material e imaterial?
  5. Qual é o órgão responsável pela preservação e proteção dos patrimônios culturais?
  6. Cite um exemplo de patrimônio cultural material e imaterial?
  7. Quais são as obras do barroco brasileiro, que são consideradas como um patrimônio cultural?
  8. Qual é a importância de se preservar os patrimônios culturais?
  9. Apresente uma reflexão de como cada cidadão pode se envolver nessa causa de preservação e proteção dos patrimônios culturais.

Referências:

https://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/patrimonio-historico-cultural.htm

http://crcsecultpiaui.blogspot.com/2016/12/arte-o-desenvolvimento-da-cultura.html

http://crcsecultpiaui.blogspot.com/2016/12/arte-o-desenvolvimento-da-cultura.html

https://gauchazh.clicrbs.com.br/comportamento/viagem/noticia/2012/04/crise-ameaca-patrimonio-historico-de-grecia-e-italia-3723676.html

https://www.brasil247.com/geral/o-dia-em-que-o-frevo-virou-patrimonio-imaterial-da-humanidade